• Com Cidália Ribeiro rentabilize o seu dinheiro.

Compare Listings

Rendas devem aumentar 1,15% em 2019

Rendas devem aumentar 1,15% em 2019

O INE publicou esta sexta-feira o valor médio da inflação em agosto, descontando a habitação, que serve para calcular o coeficiente de atualização anual de renda. Valores confirmados a 12 de setembro

As rendas deverão aumentar 1,15% no próximo ano, depois de o Instituto Nacional de Estatística ter publicado o valor da inflação média dos últimos 12 meses em agosto, descontando os preços da habitação. Este é o valor usado como coeficiente de atualização anual de renda, mas ainda tem de confirmado pelo INE a 12 de setembro e publicado em Diário da República.

Se o INE confirmar estes números no próximo mês, o Governo terá ainda de publicar um aviso em Diário da República com o valor a determinar qual é o coeficiente para a atualização das rendas no próximo ano.

Isto não significa uma obrigação por parte dos senhorios de aumentar as rendas. Para que renda seja atualizada, os senhorios têm de comunicar a atualização por carta registada pelo menos um mês antes do final do ano. Esta atualização também só pode ser feita um ano após o início da vigência do contrato. Senhorios e inquilinos podem ainda negociar o valor do aumento da renda.

No entanto, a maior parte dos contratos inclui uma cláusula que prevê este aumento que está previsto na lei, de acordo com o coeficiente que é calculado com base na inflação média anual apurada em agosto excluindo os valores da habitação.

Fonte: Observador

Publicações relacionadas

Fim dos Vistos Gold?!

O BE defendeu no Parlamento o fim dos vistos gold, uma “ferramenta de especulação...

Continuar a ler
por Cidália Ribeiro

Tendências de decoração para 2019

Ao lêr este artigo até ao fim ficará a saber o que será tendência em 2019. Aposte em tons...

Continuar a ler
por Cidália Ribeiro

Tudo sobre as tendências do mercado imobiliário para 2019

Ano nova, vida nova, pelo menos assim se diz e se espera... e as mudanças estão à...

Continuar a ler
por Cidália Ribeiro

Juntar-se À Discussão