• Com Cidália Ribeiro rentabilize o seu dinheiro.

Compare Listings

Qual escolher: andar alto ou rés do chão?

Qual escolher: andar alto ou rés do chão?

Por incrível que pareça, este é um dilema com que alguns compradores de imóveis se deparam, quando começam a sua procura por casa determinam a maioria das vezes que pretendem um andar alto, no entanto, visitam um rés do chão com uma área bastante atrativa e um terraço bastante espaçoso e eis que surgem as dúvidas.

Ficam com receio, de adquirir este tipo de imóvel, pois a maioria das pessoas considera que um andar no rés do chão, desvaloriza mais que se for um andar alto, que tem pouca procura e que possivelmente pode ter alguns desafios quando quiser vender.

Não é totalmente verdade, pois um imóvel situado num rés do chão com uma boa área, com terraço é sempre um imóvel bastante apetecível, tem muita procura, principalmente por quem tem animais. O fato de ter muita procura é sempre um imóvel cuja sua desvalorização, se houver, é idêntica à de um imóvel num andar mais alto.

Sem dúvida, que há imóveis em rés do chão que não tendo características atrativas acabam por estar sujeitos a uma desvalorização significativa, no entanto tem também valores mais atrativos e por isso mesmo tem muita procura, pois há compradores de todas as idades que os procuram.

O mesmo já não se pode dizer para um imóvel que se situe num terceiro andar sem elevador o índice de desvalorização é grande e a procura reduz substancialmente.

Publicações relacionadas

Chegou a hora de comprar?

Depois de vários anos de subidas de preço generalizadas e contínua escassez de produto...

Continuar a ler
por Cidália Ribeiro

Prémio de risco no imobiliário em Portugal

Dada a escassez de informação e bases de dados, que permitam o cálculo de variáveis associadas...

Continuar a ler
por Cidália Ribeiro

“É preciso baixar o IVA na construção para a habitação destinada à classe média”

Redução do IVA em 6% para a construção de habitação para a classe média e a reativação do...

Continuar a ler
por Cidália Ribeiro

Juntar-se À Discussão